Follow by Email

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Operação Verão nesta semana fiscaliza estabelecimentos da ilha de Paquetá

Nos dias 06 e 07 de janeiro, técnicos da Vigilância Sanitária irão visitar restaurantes, bares, mercados e hotéis de Paquetá para verificar a comercialização de alimentos na ilha, que nesta época do ano recebe um número muito alto de turistas. Esta ação, que vai durar dois dias, faz parte da "Operação Verão" do órgão municipal, que, até o último dia da estação mais quente do ano, prioriza a inspeção de estabelecimentos que comercializam alimentos em toda a orla do município. Além disso, será realizado o curso de "Boas Práticas para Manipuladores de Alimentos".


A operação tem perfil educativo, onde são priorizadas ações de orientação aos proprietários dos estabelecimentos, mas, caso necessário, haverá ações de punição, que incluem a aplicação de autos de infração e multas, bem como a inutilização de alimentos e interdição total ou parcial.

No município todo, a ação começou no dia 08 de dezembro e vai até o dia 19 de março, último da estação mais quente do ano. Até o momento, foram visitados 335 estabelecimentos, sendo que cinco foram interditados totalmente e sete, parcialmente. Foi inutilizada quase uma tonelada de alimentos, entre carnes, bacalhau, camarão e salgados, e aplicadas 94 multas.

Além de estabelecimentos que comercializam alimentos, os técnicos da Vigilância Sanitária também vão inspecionar clubes e farmácias, verificando as condições higiênico-sanitárias de cada um.

Em 2013, foram inspecionados 259 estabelecimentos e inutilizados mais de 50 quilos de alimentos, entre peixes, frutos do mar, sanduíches, frios e laticínios. Também foram aplicados 56 autos de infração contra condições higiênico-sanitárias inadequadas e 59 intimações para correções estruturais e regularização de licenciamento sanitário.

A coibição da comercialização de produtos impróprios também pode ser feita pela população, através de denúncias à Central de Atendimento da Prefeitura do Rio (1746). Todas as demandas serão encaminhadas aos técnicos da Vigilância Sanitária, que comparecerão aos estabelecimentos denunciados para avaliar as condições higiênico-sanitárias e, caso necessário, aplicar as penalidades previstas em lei.

Veja as matérias que foram publicadas sobre esta ação:

SITE DA PREFEITURA:

RÁDIO TUPI:

AGÊNCIA RIO:
  
GLOBO ONLINE - coluna Gente Boa:

0 comentários:

Postar um comentário